Principais Produtos Negociados e Mercado

Retornar para Mercados Futuros

Derivativo

Com a Concórdia Corretora, você tem orientação e assessoria para montar suas estratégias e participar desse mercado gerenciando seus riscos.

Principais derivativos financeiros negociados na Concórdia:

Derivativo Ativo-objeto Contrato Padrão
Futuro de Ibovespa Índice de ações da Bolsa de Valores de São Paulo. Negociação em pontos de índice no valor da carteira teórica da Bovespa sendo cada ponto equivalente a R$ 1,00.
Futuro de Juros Taxa de juros corrigida pela media diária do CDI CETIP. Equivalente a R$ 100.000,00
Dólar Futuro Taxa de câmbio de Reais por Dólar Comercial para uma data específica no futuro, conhecida como vencimento do contrato.  Equivalente a US$ 50.000,00 com liquidação pela cotação do PTAX 800 divulgado pelo BACEN.
Derivativos Agrícolas Contratos de commodities (café, boi, soja, milho, algodão, etanol e açúcar). Conheça os contratos.

Saiba mais sobre contratos de derivativos da BM&F, clique aqui.

Mercado de Opções

Mercado em que são negociados direitos de compra ou venda de um ativo, com preços e prazos de exercício pré-determinados. O investidor pode ou não exercer o direito da opção, dependendo de como for a evolução do preço do ativo.

Características:

  • Volatilidade: A oscilação de preço é uma das principais características das opções.
  • Liquidez: Este mercado é constituído por opções de ativos de alta liquidez.

Dia de exercício:

Data limite para os titulares exercerem seu direto.

Tipos de Exercício:

  • Estilo americano de exercício: As opções têm validade até uma data predeterminada, e podem ser exercidas no período compreendido entre seu lançamento e seu vencimento.
  • Estilo europeu de exercício: O titular só pode exercer o direito na data de vencimento.

Prêmio:

O lançador de uma opção recebe um prêmio para assumir a obrigação de vender (opção de compra) ou comprar (opção de venda) se exercido pelo titular. Como qualquer compromisso financeiro, ele deve honrar essa obrigação se designado para tal. O prêmio é o preço da opção, é negociado entre o comprador e o vendedor no momento da operação em mercado e pago no momento da aquisição da opção. Reflete fatores como condições de oferta e demanda, prazo de vigência da opção, diferença entre o preço de exercício e o preço à vista da ação-objeto, volatilidade, dentre outros.

Tipos de Operações:

  • Arbitragem: É a operação que tem por objetivo tirar proveito de variações na diferença de preço entre dois ativos ou entre dois mercados, ou de possíveis mudanças nessas diferenças. É menos arriscado que a especulação, já que as posições ficam travadas em dois segmentos de mercado.
  • Especulação: É derivada da participação dos investidores dispostos a assumir o risco com expectativa de ganho. As opções permitem que o investidor alavanque a posição. Desta forma é possível aumentar o retorno potencial sobre um investimento sem ampliar o montante do capital investido, já que o valor aplicado na compra de uma opção é relativamente pequeno em comparação com o ganho.
  • Hedge: O mercado de opções foi criado para oferecer um mecanismo de proteção ao mercado de ações contra possíveis perdas. Definido como proteção, o hedge é a tomada de posição em mercados futuros oposta à posição no mercado à vista. O objetivo é minimizar os riscos de perdas financeiras caso haja mudança nas expectativas do investidor. Pode ser utilizado também quando o investidor assume posições no futuro para monitorar e fixar o preço de um ativo desde o presente. Como os preços e retornos dos ativos financeiros sofrem flutuações imprevisíveis, as opções podem ser usadas para adaptar o risco às expectativas e metas do investidor. Os participantes do mercado que usam opções para limitar os riscos de oscilação de preços são conhecidos como "hedgers".