Derivativos Agrícolas

Retornar para Mercados Futuros

O mercado de derivativos agropecuários atua de forma típica no que tange a volatilidade, necessitando de um acompanhamento consistente diário e dissertação permanente, focada nos fatores que consolidam as formações e variações dos preços como: oferta e demanda, câmbio, juros, fenômenos da natureza e intervenções do Estado.

A Concórdia possui uma área voltada para o Setor Primário, com expertise de profissionais qualificados técnica e fundamentalmente, que atendem as necessidades da cadeia do agronegócio desde a origem, comercialização, até a exportação, proporcionando uma fidelização.

O foco é direcionado para commodities como boi gordo, café, milho, soja, algodão, açúcar e etanol nos mercados futuros e de opções, operações de hedge, arbitragem entre bolsas, operações de carrego, assim como operações estruturadas com base em CPR, CDA/WA, CDCA e mercado de balcão.

A Concórdia possui clientes produtores rurais, cooperativas, exportadores, tradings, indústria de insumos e transformação, assets, investidores e clientes não-residentes que participam ativamente no fomento destes mercados. 

Aprenda mais sobre os Derivativos Agropecuários:

Liquidação por entrega física

É o processo pelo o qual o cliente posicionado na ponta de venda, nos mercados de derivativos agropecuários da BM&FBOVESPA, liquida a posição futura entregando a mercadoria objeto do contrato no período de entrega pré-estabelecido pela Bolsa.

Saiba mais sobre contratos de derivativos agrícolas da BM&F.