Perguntas Frequentes

Confira quais são as principais dúvidas relacionadas à Bolsa de Valores e suas respectivas respostas.

Futuros

  • A BM&FBOVESPA mantém a negociação de contratos referenciados em: taxas de juro, taxas de câmbio, índice de ações, títulos da dívida, ouro e agropecuários. Os contratos são negociados nas modalidades físico, futuro, opções ou termo.
  • Para encerrar uma posição no mercado futuro, é necessário assumir uma posição contrária à atual. Se um participante está comprado em 10 contratos de certa mercadoria para um determinado vencimento, é necessário que ele venda a mesma quantidade de contratos que possui para o mesmo vencimento para encerrar (zerar) sua posição.
  • Você pode acompanhar as cotações em tempo real por meio de um serviço de cotações fornecido por algumas empresas ou por seu corretor. A decisão de vender ou comprar por determinado preço é de exclusiva responsabilidade do investidor.
  • Através da Concórdia, que o orientará acerca dos procedimentos para a realização de negócios nos mercados futuros. É fundamental conhecer os fundamentos e as características dos contratos futuros e tirar todas as dúvidas. O passo seguinte é decidir-se sobre quando realizar sua operação a futuro.
  • A Bolsa o considerará inadimplente e executará suas garantias. Isso ocorrendo, o investidor perderá o direito de operar na Bolsa, com seu nome sendo divulgado ao mercado.
  • Os preços futuros são influenciados pelas expectativas de oferta e demanda das mercadorias e de seus substitutos. Tais expectativas se alteram a cada nova informação, permitindo que o preço negociado em uma data presente para determinado vencimento no futuro possa variar para cima ou para baixo diariamente.
  • É um acordo entre duas partes que obriga uma a vender e outra a comprar a quantidade e o tipo estipulados de determinada commodity, pelo preço acordado, com liquidação do compromisso em data futura. Necessariamente, um contrato futuro é padronizado e baseia-se em mercado físico organizado. Uma das características mais marcantes do mercado futuro é a existência do ajuste diário, preço que, ao final de um dia de negociações, será referência para os acertos financeiros das posições de compra e de venda mantidas em aberto em nome de determinado cliente, conforme apresentem lucro ou prejuízo
  • Hedge significa proteção ou cobertura. Isso quer dizer que o cliente faz um seguro de preço na Bolsa, fixando o preço de compra ou o de venda para a mercadoria no futuro. Se o cliente é vendedor em bolsa e o preço futuro cai, sua mercadoria perde valor no armazém, mas ele ganha no mercado futuro a diferença entre o preço vendido no início da operação e o preço que caiu, de forma a cobrir ou compensar o que perdeu no armazém. Se o preço sobe, sua mercadoria no armazém se valorizará, mas ele desembolsa na Bolsa a diferença entre o preço de entrada e o preço final. Assim, se cair o preço, ele estará protegido e, se subir, ele deixará de ganhar.

    O hedge de compra é o contrário. Se o cliente compra a futuro e o preço sobe, a mercadoria que ele tem de comprar ficará mais cara, mas, em compensação, ele obterá ganho na Bolsa que cobrirá essa diferença. E, se cair, ele pagará mais barato no mercado, mas perderá a diferença na Bolsa.
  • É um dos instrumentos de salvaguardas financeiras utilizado pelo mercado futuro. Trata-se do valor exigido de todos os clientes para cobrir o risco de suas posições, dentro de cenários preestabelecidos pelo Comitê de Risco da Bolsa. As chamadas de margem ocorrem diariamente, com base nas posições em aberto de cada cliente, devendo ser depositada no dia útil subsequente.
  • É a cotação que determinado produto apresenta para uma data futura. Esse preço reflete as expectativas que os agentes do mercado possuem para o futuro em uma data presente.